Como vender no Mercado Livre como afiliado? Saiba aqui!

vender no Mercado Livre como afiliado

Quem trabalha com Marketing de Afiliados busca diferentes formas de ganhar dinheiro na internet. Mas será que é possível vender no Mercado Livre como afiliado? A plataforma chama atenção por ser uma das maiores vitrines do mercado de e-commerce no Brasil. 

O Mercado Livre é uma plataforma de comércio eletrônico que oferece muitas oportunidades de trabalho. Além de atuar como entregador do Mercado Livre, você também tem a possibilidade de fazer uma renda extra com vendas. 

Embora não exista um programa de afiliados próprio do Mercado Livre, muitas pessoas estão faturando com a divulgação de produtos, sem necessariamente ter um grande estoque. No entanto, é muito importante tomar cuidado para não ir na contramão dos Termos e Condições de Uso da empresa

Neste artigo, explicamos como é possível divulgar produtos no Mercado Livre trabalhando em casa. Além disso, reunimos algumas dicas que ajudam a alavancar suas primeiras vendas na plataforma. Confira!

O que o Mercado Livre diz sobre a divulgação de links externos?

Todo vendedor cadastrado precisa pagar uma comissão ao Mercado Livre quando realiza uma venda. São mais de 50 milhões de clientes dentro da plataforma interessados em comprar, portanto, as chances de conversão são altas. 

O trabalho de um afiliado é, basicamente, divulgar o produto de uma empresa para receber uma comissão pela venda realizada. Mas como isso é possível dentro do maior marketplace da América Latina?

O site afirma que o vendedor pode usar links de sites de terceiros. No entanto, o Mercado Livre não se responsabiliza pelos conteúdos que estão fora da plataforma. Portanto, os links externos não se enquadram nas normas de segurança do marketplace.

Dicas de como vender no Mercado Livre como afiliado

Veja agora algumas orientações de como vender no Mercado Livre:

Compre produtos físicos para revender

Inicie o seu trabalho como vendedor montando um pequeno estoque. Logo, identifique uma demanda de produtos e compre os itens para montar a sua vitrine virtual. 

Assim, você não precisa adicionar links externos nas descrições dos produtos e consegue aumentar as suas chances de fazer vendas. 

Então, a mecânica é bem simples: você compra uma determinada quantidade de produtos na plataforma de afiliados. Depois, assim que montar o seu pequeno estoque, já tem condições de publicar um anúncio no Mercado Livre.  

Por mais que você queira vender infoprodutos – como e-books e cursos online – o Mercado Livre não comporta esse tipo de comércio. Então, será preciso investir na compra de produtos físicos. 

Existem programas de afiliação que apostam em produtos físicos, como é o caso da Monetizze e Amazon. Dentro desses programas, o afiliado digital pode adquirir livros, roupas, quadros personalizados, calçados, acessórios, cosméticos, roupas, eletrônicos, entre outros tipos de produtos. 

É sempre recomendado ter um estoque para vender no Mercado Livre, por menor que seja. Assim, você não fica totalmente dependente do fornecedor e consegue fazer entregas com rapidez e eficiência. 

Comece com produtos de baixo custo e com demanda

Quem tem pouco dinheiro para investir deve apostar nos produtos de baixo custo para revender e lucrar na internet. No entanto, é fundamental que exista demanda dentro do marketplace. 

O próprio Mercado Livre disponibiliza uma página que deixa os vendedores informados sobre as tendências de busca dentro da plataforma.

Capriche no conteúdo

Para aumentar as vendas no Mercado Livre, vale a pena colocar em prática algumas estratégias, como a criação de títulos informativos e descrições autorais, ou seja, que não sejam cópias de outras publicações na plataforma. 

Além disso, também é fundamental tirar boas fotos dos produtos. Dessa forma, você inspira confiança dos clientes e consegue mostrar os itens disponíveis à venda com mais detalhes. 

A combinação de textos descritivos bem escritos, fotos de qualidade e tutoriais ensinando a usar o produto criam uma experiência positiva na sua loja online. Então, se for possível, grave vídeos demonstrando como se usa o item na prática e disponibilize esse conteúdo aos consumidores. 

Invista em anúncios pagos

Outro ponto importante na sua estratégia é investir em anúncios pagos. Depois de criar os anúncios de produtos no Mercado Livre, faça a divulgação em players como Google Ads e Facebook Ads. Ao investir em campanhas pagas, você não fica refém apenas do alcance orgânico. 

Lembre-se: quanto mais produtos você vender, maiores são as chances do Mercado Livre exibir os itens da sua loja como sugestões para os visitantes. Afinal, para a plataforma, um alto volume de vendas é sinônimo de relevância. Então, invista em anúncios pagos para ter volume de vendas.

Faça o envio do produto com rapidez

Para aumentar a sua reputação no Mercado Livre, você precisa enviar o produto ao consumidor o mais rápido possível. Assim, em pouco tempo, você adquire a cor verde escuro e aumenta o seu nível de confiança dentro do marketplace. 

Ofereça frete grátis

Entre as principais estratégias que aumentam as vendas no Mercado Livre, vale destacar a oferta de frete grátis. Você pode usar o serviço Mercado Envios e assim aumentar suas chances de fazer vendas, mas tome cuidado para isso não comprometer demais sua margem de lucro. 

Crie combos

Crie combos de produtos que sejam funcionais e interessantes para o público-alvo. Assim, você consegue fazer uma promoção e adquire um diferencial em relação aos vendedores que comercializam o mesmo item na plataforma. 

Garanta um bom atendimento ao cliente

Todo consumidor gosta de receber atendimento rápido e de qualidade. Portanto, fique atento à plataforma do Mercado Livre e esclareça as dúvidas pelo chat o mais rápido possível. Quando o seu atendimento não é eficaz, a concorrência sai ganhando. 

Conclusão

Em suma, não é possível vender no Mercado Livre como afiliado apenas inserindo links externos nas descrições. O Mercado Livre não comporta a venda de infoprodutos, mas você pode usar a plataforma para comercializar produtos físicos, adquiridos em programas de afiliados. No entanto, para ter sucesso com o seu negócio e aumentar as vendas com o tempo, é necessário ter planejamento e seguir uma boa estratégia. 

Porque montar um portfólio de vendas?

Porque montar um portfólio de vendas

Montar um portfólio de vendas é importante para um vendedor porque mostra seus produtos ou serviços de uma maneira organizada e atraente. Ele também pode incluir informações sobre a empresa e o vendedor, o que pode ajudar a estabelecer uma boa reputação. Um portfólio de vendas bem-feito pode ajudar um vendedor a se destacar da concorrência e aumentar as chances de fechar uma venda.

No artigo de hoje você vai ver o porquê é importante ter um portfólio de vendas para impulsionar o seu negócio. Mas, além disso, veja também como criar um portfólio de vendas perfeito por aqui!

Porque é importante ter um portfólio de vendas?

Um portfólio de vendas é importante para um vendedor por alguns motivos. O primeiro deles é que um portfólio de vendas pode servir como um registro de todos os seus esforços de vendas para que possa olhar para trás e ver o que funcionou e o que não funcionou.

Além disso, um portfólio de vendas também pode ajudar um vendedor a se preparar para reuniões com potenciais clientes, pois ele pode usar o portfólio para mostrar o seu histórico de sucesso e conseguir autoridade durante uma negociação.

5 motivos do porquê é importante ter um portfólio de vendas:

O portfólio de vendas é importante porque:

  1. Ele mostra ao potencial cliente o seu histórico de vendas e o que você já realizou.
  2. Ele demonstra ao potencial cliente que você está disposto a investir em sua relação comercial.
  3. Ele mostra ao potencial cliente que você se preocupa em oferecer o melhor produto ou serviço possível.
  4. Ele demonstra que você é profissional e sério em relação às suas vendas.
  5. Ele pode ajudar o potencial cliente a tomar uma decisão de compra mais consciente e bem informada.

Como um vendedor iniciante pode começar a estruturar seu portfólio de vendas?

Se você está começando agora na área de vendas e quer montar o seu portfólio, separamos alguns passos que você pode tomar para começar a estruturar o seu processo de apresentação comercial:

  • Crie um inventário das suas habilidades de venda e atributos pessoais.
  • Identifique os seus melhores clientes e as razões pelas quais eles compraram de você.
  • Analise as suas principais fontes de tráfego e determine qual delas está gerando o maior número de vendas.
  • Experimente diferentes abordagens de venda e documente o que funciona e o que não funciona para você.
  • Crie um plano de ação detalhado para melhorar suas taxas de conversão e aumentar seu volume de vendas.

Como você está iniciando, é muito importante você focar nas suas habilidades pessoais e cursos de especialização. Nesse momento, como você não tem muitos clientes, ou talvez nenhum, o importante é você usar esse espaço para se vender. 

Como apresentar um portfólio de vendas?

O portfólio de vendas pode ser apresentado de várias maneiras, dependendo do objetivo da apresentação.

Se o objetivo for demonstrar as habilidades de vendas do apresentador, o portfólio deve conter um histórico de vendas bem-sucedidas e detalhadas.

Se o objetivo for mostrar a experiência do apresentador em vários tipos de produtos ou serviços, o portfólio deve conter uma lista de produtos ou serviços vendidos, bem como informações sobre a duração e o local de cada venda.

Defina o seu objetivo e prepare o seu portfólio com o objetivo traçado em mente, isso pode ser decisivo nos seus resultados!

Como estruturar um portfólio de vendas profissional?

Veja a seguir como montar um portfólio de vendas profissional:

O portfólio de vendas profissional deve conter as seguintes informações:
1. Uma apresentação do vendedor, incluindo uma foto e uma breve biografia;
2. Uma lista de produtos ou serviços que o vendedor está qualificado para vender;
3. Uma descrição das metodologias de venda que o vendedor utiliza;
4. Uma lista de clientes atuais ou anteriores;
5. Uma lista de referências de clientes;
6. Uma lista de prêmios ou certificações que o vendedor possui.

Conclusão 

Agora que você já sabe como estruturar o seu portfólio de vendas, a única coisa que resta para você é acessar um portal de vendas para conhecer mais a área e aumentar as suas taxas de conversão durante suas negociações. 

Além disso, na internet existem diversas ferramentas digitais para vendas que podem fazer você montar o seu portfólio rapidamente! Acesse e confira, até mais!

O que fazer para crescer no YouTube?

O que fazer para crescer no YouTube?

O YouTube é o segundo mecanismo de pesquisa mais popular do mundo, com mais de um bilhão de horas de vídeos visualizados a cada dia, mas o que fazer para crescer no YouTube?

O mais interessante é que o YouTube tem uma audiência engajada que não para de crescer. Por isso, essa plataforma deve ser um elemento crucial na sua estratégia de marketing.

Agora, se você ainda não usa o YouTube na sua estratégia de marketing, está perdendo uma ótima oportunidade de alcançar novas audiências e engajar mais seu público.

Por isso, vamos mostrar aqui o que você deve fazer para crescer seu canal no YouTube, e com certeza, os esforços valem a pena!

O que fazer para crescer no YouTube?

Vamos supor que você já criou o seu canal e começou a produzir vídeos e divulgá-los.

Então chegou o momento de aprender o que fazer para crescer no YouTube

É óbvio que você pode comprar seguidores no YouTube, mas as dicas que vamos passar aqui são totalmente gratuitas:

1.Escolha um assunto

Você quer ser conhecido por quê?

Essa é uma pergunta que você deve se fazer ao elaborar uma estratégia para desenvolver seu canal.

Você pode querer se tornar conhecido pelos produtos que vende, guias e tutoriais ou novidades do seu setor de atividade.

Portanto, construa sua estratégia em torno disso, pois é uma das melhores coisas para aumentar os seguidores do seu canal.

2.Privilegie a qualidade do conteúdo e não a quantidade

Saiba que quando você produz o máximo de conteúdo possível, a qualidade diminui e a realidade é que seu público quer consumir um conteúdo perfeito, e não apenas um bom conteúdo.

Ao criar um conteúdo de qualidade, as pessoas compartilham, podem mencionar em um artigo de blog, incluir na newsletter ou compartilhar em outras redes sociais.

Além disso, você se diferencia dos seus concorrentes, aumentando a sua chance de ganhar seguidores.

3.Responda aos comentários

Se uma pessoa teve tempo de deixar um comentário no seu vídeo, ela merece uma resposta.

Responder aos comentários faz parte sobre o que fazer para crescer no YouTube, porque isso aumenta o engajamento.

O próprio site do YouTube diz:

Quando os criadores dedicam um tempo para interagir com sua comunidade, isso pode estimular a participação do público e, ao final das contas, se traduzir por um maior número de seguidores.

4.Publique vídeos mais longos

Os vídeos mais longos são melhor classificados na pesquisa do YouTube, permitindo manter o engajamento dos espectadores.

E um espectador engajado é muito mais suscetível de se inscrever no canal.

Apenas tome cuidado ao criar vídeos mais longos, pois devem ter um valor agregado.

5.Colabore com outro canal no YouTube

Mesmo se você passa um bom tempo promovendo o seu canal e já construiu uma boa rede, uma das maneiras mais eficazes de crescer (gratuitamente) é colaborar com outro canal.

Isso significa encontrar uma empresa ou um canal complementar (mas não concorrente) e trabalharem juntos, onde um aparece nos vídeos do outro.

Quando você se mostra ao público de outro canal, compartilha seus conhecimentos ou diverte seus espectadores, é uma excelente maneira de se apresentar a uma audiência que ainda não te conhece.

E isso pode ser recíproco, e no final, todo mundo ganha.

6.Melhore a qualidade de áudio e vídeo

A última dica sobre o que fazer para crescer no YouTube é melhorar a qualidade de áudio e vídeo.

Por mais que as câmeras dos smartphones sejam de ótima qualidade, é necessário pensar na iluminação, enquadramento e som.

E você pode melhorar essas coisas gratuitamente.

Por exemplo, para melhorar a iluminação, basta se sentar na frente de uma grande janela e gravar durante o dia.

Conclusão

Se você seguir todas essas dicas, quando menos imaginar, já terá centenas de seguidores e seu canal será um sucesso!

Marketing digital para corretora de seguros

Marketing digital para corretora de seguros

O seguro para carro é algo muito importante, e a primeira coisa que uma pessoa pensa é na segurança e nos benefícios de se ter um seguro, não é mesmo? Afinal, para tê-lo é necessário uma boa corretora de seguros.

Porém, nem todos os clientes sabem o que todos os tipos de seguro abrange, e com isso acabam por não contratar por não encontrar estas informações ou alguém de referência para confiar e contratar, como por exemplo, o seguro residencial.

Sendo assim, através de técnicas de marketing digital para a corretora de seguros, você poderá através da internet encontrar novos públicos, sanar a dúvida deles, educá-los com os benefícios e assim, transformá-los em potenciais clientes qualificados ao seu negócio.

Você poderá através do marketing digital impactar novos usuários, transformá-los em potenciais clientes, clientes recorrentes e alavancar o crescimento da sua empresa. Sendo assim, vamos te indicar algumas estratégias para você implementar e ter sucesso no seu negócio online.

Como fazer marketing digital para corretora de seguros?

Existem algumas técnicas de marketing digital que funcionarão muito bem com o seu negócio, desde que bem definidas e bem implementadas. Você poderá atrair potenciais novos clientes e crescer seu negócio, ou converter potenciais clientes (leads).

As principais técnicas a serem implementadas são:

Identidade visual bem definida: procure levar através do seu site, blog, ou anúncios ao conhecimento dos clientes a sua marca. Quanto mais presente ela for na vida do usuário, maior será a sensação de autoridade e necessidade de relação com seu produto ou serviço;

Tenha um site institucional: procure desenvolver um site com um bom profissional Web Designer, ou Desenvolvedor Web, que enquadre ele dentro das técnicas do Web Vitals. Um site completo que abra rápido em qualquer dispositivo (experiência digital facilitada). Ele é essencial para que quando os potenciais novos clientes procurem sobre a sua corretora de seguros, você esteja presente e transmita a eles solidez e transparência;

Esteja presente nas redes sociais: as redes sociais têm se mostrado ferramentas que têm impactado a vida das pessoas de forma bem poderosa. Sendo assim, procure disponibilizar perfis seus nas principais redes sociais como por exemplo: Instagram, Facebook, Twitter e um WhatsApp de atendimento para levar proximidade ao seu cliente. Quem é visto, é lembrado e é acionado;

Tenha uma estratégia de captação de Leads e dispare e-mail marketing: nesta estratégia você irá usar seu site, blog ou uma landing page para levar tráfego até ela e captar informações dos seus potenciais usuários, como por exemplo: Nome, E-Mail, Telefone celular e Endereço, e impacta-lo com informações sobre o produto de interesse que ele preenche estes dados podendo torná-los futuros clientes e até obter recorrência;

Landing page bem preparada: tenha uma boa landing page que use técnicas de Copywriting para convencer seus usuários a comprarem seu produto ou serviço, e caso eles não façam isso, pelo menos para captar os dados pessoais deles para impacta-los futuramente com as estratégias ditas acima;

Invista em publieditoriais: os publieditoriais são ótimos meios de alcançar clientes para sua empresa e conseguir backlinks de qualidade para o seu site. E embora esta estratégia tenha custos elevados, o retorno sobre o investimento compensa no médio e longo prazo.

Quais as vantagens do marketing digital para corretora de seguros?

Não se pode negar que ter uma empresa presente no mundo online só trás benefícios para o seu negócio não é mesmo? E principalmente por tornar se mais próximo dos seus clientes e ter melhor interação com o seu consumidor.

Muitas seguradoras e corretoras de seguros estão se mantendo e crescendo por terem implementado uma série de técnicas bem aplicadas no marketing digital, estreitando os laços com os clientes e assim se tornando uma referência de destaque no seu meio, superando concorrentes.

Diferente das estratégias tradicionais, o marketing digital permite que você trabalhe com preços muito melhores do que as que têm atendimento tradicional ao público. Sendo que você pode atingir de forma segmentada seu público, tornando-os potenciais clientes qualificados a ter recorrência no seu negócio.

Procure ter estratégias bem feitas e bem focadas no seu negócio, e procure o público alvo correto utilizando o Facebook Ads, Google Ads, Youtube Ads ou outras redes de anúncios para impacta-los e captá-los e trazer novas oportunidades ao seu negócio.

O que é PLR marketing digital?

o que é PLR marketing digital

Provavelmente, você já ouviu pessoas falando sobre o que é PLR marketing digital, inclusive ganhado dinheiro com isso, mas será que realmente dá resultado?

Antes de mais nada, saiba que a sigla PLR significa em inglês Private Label Right, que traduzindo quer dizer Direitos de Marca Privada.

Por exemplo, um conteúdo de texto em PLR é um conteúdo com direitos livres, a partir do qual o autor te autoriza a fazer tudo o que você quiser, como se você mesmo o tivesse criado.

Assim, você poderá modificá-lo, vendê-lo, dividi-lo em vários produtos, inserir vídeos…

Quando você sabe o que é PLR e como utilizar, você poderá transformá-lo em um conteúdo de altíssima qualidade gastando muito pouco, e com a possibilidade de ganhar dinheiro muito mais rapidamente.

Se você ainda não entende como tudo isso funciona, nesse artigo, vamos te explicar nos mínimos detalhes!

O que é PLR marketing digital?

Para explicar o que é PLR marketing digital (private label rights), saiba que os direitos de marca própria é uma licença pela qual o autor vende a maior parte ou a totalidade dos direitos de propriedade intelectual de seu trabalho.

Essa licença pode ser utilizada para diversos produtos digitais, como e-books, artigos, gráficos, vídeos…

No entanto, como existem vários compradores para um mesmo produto digital, o preço de uma unidade é geralmente mais barato que se você fosse criar um produto similar do zero.

Por outro lado, é possível comprar um produto com direitos autorais que é limitado em termos de distribuição, o que reduz o número de concorrentes utilizando o mesmo conteúdo.

Embora as licenças variem de acordo com cada autor, o ideal é optar por um PLR que permita que você modifique o conteúdo, possa vendê-lo, oferecer em outros formatos e mais importante, colocar seu nome como autor.

Então, ao comprar um produto com PLR, ele é seu e você pode fazer o que quiser com ele. No entanto, a maioria das pessoas utilizam esses e-books ou artigos, por exemplo, exatamente como recebem e aqui que está o grande erro.

A chave é você reescrever esse conteúdo, criar alguma coisa única e original, que contém seu toque, e a grande vantagem é que não precisa criar do zero.

Depois que você criou um conteúdo único a partir dos produtos PLR, você pode:

  • Transformá-los em posts de blog ou de redes sociais;
  • Combiná-los para produzir um ebook para vender ou oferecer de bônus;
  • Adicioná-los ao seu site para agregar mais valor;
  • Transformá-los em produtos físicos.

Quando você sabe como fazer, vai sair na frente dos seus concorrentes, porque eles ainda não sabem o que esses infoprodutos podem trazer lucros e resultados!

Quais os erros a evitar a usar o PLR?

Entendendo agora o que é PLR marketing digital, é importante evitar alguns erros se você quer que seu projeto seja um sucesso.

Erro 1: não adaptar o conteúdo e esperar vender

Muitos proprietários de sites e blogs pensam que para vender, é necessário ter muitos conteúdos no seu site.

É claro que isso é um sinal de qualidade, mas para ter um site que possibilite gerar lucro, duas regras são básicas: a confiança e o valor agregado.

O seu conteúdo tem o papel de trazer informações úteis e valor à pessoa que visita o seu site, e esse mesmo conteúdo é o que permite também estabelecer essa confiança, indispensável à venda.

No entanto, se você publica diretamente um conteúdo PLR no seu site e se ele não é adaptado às necessidades de qualquer pessoa que acesse o seu site, ela vai sair.

Por isso, você deve adaptar seu conteúdo em PLR antes de postar no seu blog ou site.

Erro 2: publicar muito e esperar tráfego

o que é PLR marketing digital
O que é PLR marketing digital

Algumas pessoas pensam também que o tráfego tem uma relação direta com a quantidade de artigos publicados.

É claro que em uma estratégia de marketing, ter um conteúdo de qualidade aumenta a chance de um internauta acessar seu site quando ele efetua uma pesquisa, mas é uma chance em um milhão.

Para que um internauta possa encontrar seu conteúdo, ele deve:

  • Estar posicionado em cima de uma palavra-chave;
  • Ser considerado de boa qualidade pelo Google.

Aqui um pequeno parêntese. Ninguém conhece exatamente a maneira pela qual funciona o algoritmo do Google, mas uma coisa é certa: quanto mais for detalhado o seu artigo, mais backlinks terão apontando para ele, e mais chance do Google posicioná-lo nas primeiras páginas.

Agora, se você quer gerar mais tráfego para o seu site através do seu conteúdo PLR, analise as palavras-chave da sua temática, para que o conteúdo seja posicionado com base nessas palavras.

Erro 3: não escolher o nicho de mercado

Hoje em dia, você encontra à disposição diversos produtos digitais PLR, e é essencial escolher um relacionado ao seu nicho de mercado.

Infelizmente, muitas pessoas compram PLR sem ao menos saber do que se trata, e realmente assim não vai funcionar.

Por isso, dedique um tempo e busque o máximo de informações antes de comprar o seu.

Quais as vantagens de PLR marketing digital?

Vantagens PLR marketing digital
Vantagens PLR marketing digital

Ao saber o conceito sobre o que é PLR marketing digital, se você ainda está em dúvida, veja algumas vantagens.

Muitas pessoas não querem passar horas na frente de um computador para criar um produto ou mesmo não têm o conhecimento para fazê-lo.

Nesse sentido, quando você comprar um produto com direitos de marca privada, por exemplo, um e-book. Além do e-book, você ganha a página de vendas, gráficos, vídeos, etc.

Isso representa um ganho enorme de tempo!

Além disso, você pode não somente criar seus próprios produtos, mas também construir uma verdadeira reputação como expert naquela área.

Portanto, dedicar um tempo para preparar os produtos, combiná-los e completá-los, pode ser muito benéfico porque cada produto te permite lançar uma máquina para gerar contatos e dinheiro.

Uma outra vantagem é economizar dinheiro, comparando a ter que contratar um redator profissional ou a compra de produtos com direitos exclusivos.

Embora o produto seja muito parecido com o original, ele leva o seu nome ou o nome da sua marca, e pode ser totalmente remodelado para atender às necessidades do seu público.

Agora que você já sabe tudo sobre o que é PLR marketing digital, atualmente é uma tendência e uma excelente maneira de obter uma renda extra.

A única coisa que você precisa fazer é adaptá-lo ao seu público-alvo, mas o trabalho maior já foi feito.

Como fazer marketing digital para clínicas?

Como fazer marketing digital para clínicas

A imagem da marca da sua clínica passa obrigatoriamente pelos médicos, cuidados, instalações, equipamentos, no entanto, para fortalecer ainda mais essa imagem, é crucial saber como fazer marketing digital para clínicas.

E por que?

Estar visível na internet mostra que você tem um site que apresenta sua clínica para pessoas conectadas.

No entanto, nesse universo, o site sozinho não é mais suficiente, é necessário explorar as redes sociais, um blog ou mesmo os anúncios.

Para você entender como tudo isso funciona na prática, continue a leitura que vamos te explicar!

Por que é importante construir a imagem da marca?

Antes de aprender a como fazer marketing digital para clínicas, vale a pena entender a importância da construção da marca.

Faça boas escolhas

A primeira etapa da construção de sua imagem é fazer boas escolhas:

  • Qual é a mensagem que eu quero transmitir?
  • Quais são os argumentos que eu tenho que pensar?
  • Como vincular minha mensagem positivamente e de forma objetiva?
  • Onde está meu público-alvo? Como ele se comporta na internet?

Ao responder a essas perguntas, você consegue construir a imagem da sua clínica na internet.

Mostrar confiança

Como clínica, você sabe muito bem que os equipamentos médicos não param de evoluir, assim como seus pacientes devem receber os melhores tratamentos.

Na internet, é necessário raciocinar da mesma maneira, e mostrar aos visitantes do seu site ou do Facebook, por exemplo, que você é digno de confiança e sua experiência profissional faz da sua clínica uma referência.

Como fazer o marketing de uma clínica?

Em primeiro lugar, saiba que a internet se tornou uma ferramenta indispensável e utilizada frequentemente pelos internautas quando o assunto é saúde.

Quando falamos em como fazer marketing digital para clínicas, o site representa o primeiro ponto de contato entre os clientes e a sua clínica.

Para isso, é necessário lhes propor um conteúdo instrutivo que os ajudará a tomar decisões.

A fim de oferecer um conteúdo educativo de maneira regular, nada mais eficaz que ter um blog com informações interessantes para seus clientes.

Da mesma forma, existem melhores redes sociais para médicos, muito úteis para manter uma forte relação com seus pacientes.

Essas redes permitem perpetuar as conversas com os pacientes além da clínica, consultório ou um Instituo Ortopédico, oferecendo respostas às suas dúvidas e levando em conta seus comentários.

Portanto, o marketing digital para profissionais de saúde contribui para uma medicina preditiva e preventiva, na melhora da relação médico/paciente e fornecer diversas informações sobre doenças.

Já passou da hora dos médicos se preparem para as mudanças das práticas médicas causadas pelas novas tecnologias, como robôs, objetos conectados, telemedicina, etc.

Como estabelecer uma estratégia digital para clínicas?

Em marketing digital para clínicas médicas, o princípio é utilizar todos os suportes digitais disponíveis para promover e fidelizar os clientes.

O ideal para o setor de clínicas de saúde é optar pelo inbound marketing, que tem por objetivo atrair “naturalmente” novos prospects para seus serviços e produtos.

Além disso, permite gerar tráfego para seu site oferecendo aos seus pacientes a informação que eles precisam em um determinado momento.

Na verdade, qual seja o segmento da sua clínica, dentária, ortopédica, nutrição, uma estratégia de inbound marketing adaptada ao seu público vai permitir melhorar sua visibilidade.

É necessário responder às necessidades de sua clientela, antes mesmo de se lançar em campanhas publicitárias.

Como fazer marketing digital para clínicas: quais as melhores estratégias?

Veja agora quais as melhores estratégias de como fazer marketing para clínicas médicas:

1. Priorize as respostas

Uma estratégias de marketing digital para clinicas eficaz começa por objetivos claros de marketing. Seus objetivos são claros? Quem são seus concorrentes?

A aparência do seu site é importante, mas o mais importante é a mensagem que ele entrega.

Portanto, com base na sua audiência e no ramo de atividade da sua clínica, ofereça um conteúdo rico e que responda às necessidades dos seus pacientes.

Além disso, crie e mantenha uma mensagem de marca significativa para o público que você quer alcançar.

Os conceitos chave são que sua marca diferencia claramente “quem você é e o que você faz”.

2. Acompanhe seus pacientes

O marketing médico não é muito fácil, afinal, falar de doenças não é muito agradável.

A melhor maneira para uma clínica é cuidar de seus pacientes e fazer o melhor. Se os pacientes ficam satisfeitos, você pode ter certeza de que irão recomendar sua clínica para outras pessoas, e essa é a melhor promoção possível.

3. Crie um conteúdo realmente útil para seu público

É fácil desenvolver um site, estar bem posicionado e presente nas redes sociais, mas você deve sempre se lembrar: você cria conteúdos que melhoram a saúde dos seus leitores?

Você deve criar o melhor conteúdo na web para responder às preocupações dos seus leitores em matéria de saúde. Concentre-se nisso, e é só esperar os resultados.

4.Reforce seu marketing de conteúdo

Como 80% dos internautas estão buscando na internet as respostas para as suas perguntas, é importante aumentar a produção de conteúdo.

O maior erro no marketing conteúdo é criar conteúdo ao qual seu público não se conecta ou não representa sua clínica.

Não se esqueça que seu público-alvo é suficientemente inteligente para identificar um conteúdo relevante, o que vai aumentar progressivamente sua audiência.

De tempos em tempos, os consumidores efetuam suas próprias pesquisas e a sua tarefa é ajudá-los.

Conclusão

Ao aplicar essas estratégias de como fazer marketing digital para clínicas, além de proporcionar mais visibilidade para os serviços que você oferece, vai gerar mais tráfego para seu site e consequentemente, atrair mais pacientes!

Tags

#marketing digital para clínicas odontológicas #para clínicas médicas como fazer #link Building para médicos 

Como divulgar empresa na internet? 5 dicas

Como divulgar empresa na internet

Seja qual for o seu segmento, é de extrema importância hoje saber como divulgar empresa na internet, afinal, é aí que estão seus potenciais clientes.

E talvez você se pergunte por que isso é tão importante. Simplesmente para que mais e mais pessoas conheçam a sua marca, o que se reflete diretamente em maiores oportunidades de negócio.

Além disso, para que sua empresa cresça, é necessário ganhar mais visibilidade e gerar mais tráfego para o seu site.

É claro que se destacar dos seus concorrentes, não é uma tarefa fácil e não existe milagre.

Mas descubra aqui como colocar tudo isso em prática!

Por que divulgar uma empresa na internet?

Antes de falar sobre os métodos de como divulgar empresa na internet, por que é importante estar presente na web?

Simplesmente porque hoje em dia todo mundo está na internet, inclusive seus clientes.

E os dados estão aí para comprovar: quase 90% dos brasileiros acessam o Google diariamente, seja pelo computador, smartphone ou tablet.

Ou seja, sempre que buscam informações sobre alguma empresa ou querem comprar algo, o primeiro lugar que pensam em pesquisar é no Google.

Logo, se a sua empresa não tiver um site, é como se ela não existisse!

Como divulgar empresa na internet?

Antes de qualquer coisa, saiba que o marketing digital é a melhor maneira e a solução ideal de como divulgar empresa na internet atualmente.

E como fazer isso? As perguntas mais frequentes são:

  • Como divulgar na internet de graça?
  • Como divulgar uma empresa na internet?
  • Formas de divulgação online?
  • Como divulgar no Instagram?
  • Como divulgar minha empresa na cidade?
  • Divulgar uma empresa na internet?
  • Como divulgar uma empresa?
  • Como divulgar o meu negócio?
  • Como divulgar minha empresa na Internet de graça?
  • Como fazer divulgação de uma empresa na internet?
  • Qual a melhor forma de divulgar na internet?
  • Qual a melhor forma de divulgar a empresa?
  • Presente nas redes sociais.

Como são muitas perguntas e estratégias que devem ser aplicadas, vamos destacar aqui exemplos de divulgação online:

1.Definir seu público-alvo

Antes de promover a sua empresa de imobiliária na internet, é importante definir bem seu público-alvo: quem você deseja alcançar?

Comece então a definir as características, o comportamento, os interesses, dores…do seu público-alvo.

2.Analise seus concorrentes

Provavelmente você tem fortes concorrentes e que disputam o mercado com a sua empresa.

Para ter mais visibilidade, é simples: faça mais que seus concorrentes diretos.

Por exemplo, se para uma determinada palavra-chave, as páginas do site do seu concorrente estão na 4ª posição nos resultados do Google, basta estar na 3ª posição para essa palavra-chave.

3.Invista no seu site

O seu site é a porta de entrada quando o assunto é como divulgar empresa na internet, e lembre-se: seus clientes consomem conteúdo para se convencer antes de comprar.

Todos os internautas, e em particular seus futuros clientes, procuram conteúdo para resolver um problema, atender a uma necessidade ou simplesmente para se informar.

Para isso, eles buscam um conteúdo informativo, interessante, útil e pertinente.

Portanto, é por meio de artigos no blog, tutoriais, vídeos, e-books…que a sua empresa vai ficar conhecida não apenas para seus clientes, mas também para o Google.

O objetivo deste conteúdo é de convencê-los a entrar em contato com você e não com seus concorrentes.

Qual a chave para conseguir mais visibilidade e tráfego para o seu site? Publicar regularmente conteúdo que seus futuros clientes têm vontade de ler!

4.Trabalhar o SEO

Outra estratégia eficaz de como divulgar empresa na internet é aplicando técnicas de SEO, que quer dizer otimização para os mecanismos de pesquisa.

Com um SEO eficaz, os mecanismos de busca colocam seus conteúdos nas páginas de resultados e por consequência, mais os internautas encontrarão o site da sua empresa.

Existem várias técnicas de SEO para gerar mais visibilidade para um site, como a otimização de cada um de seus conteúdos, a popularidade deles e backlinks vindos de outros sites, o que vai trazer mais credibilidade e autoridade.

5.Divulgar sua empresa onde estão seus clientes

Além do site, as redes sociais também funcionam muito bem quando a pergunta é como divulgar uma empresa no Instagram.

Levando em consideração que praticamente todo mundo tem um perfil em pelo menos uma rede social, é uma ótima oportunidade para alcançar novos clientes e promover a sua marca.

Apenas faça um estudo sobre quais mídias sociais seus potenciais clientes mais acessam, e assim, poder direcionar seus conteúdos de forma mais segmentada.

Conclusão

Portanto, para quem pesquisa como divulgar uma empresa que está começando, essas foram apenas algumas estratégias de como divulgar empresa na internet, e se a sua ainda não migrou para o digital, não pense duas vezes!

Compra agora venda assistida 5 técnicas

Compra agora venda assistida

Os números do crescimento do comércio eletrônico no mundo estão sendo muito positivos, mas, ao mesmo tempo, ainda é muito difícil de converter. Contudo, com a estratégia de compra agora venda assistida isso pode ser diferente. 

De fato, de todo o tráfego que um comércio eletrônico recebe, apenas 0,2% e 3% das visitas acabam comprando. 

Por que isso está acontecendo? As vendas on-line podem ser orientadas de maneiras muito diferentes: com um auto atendimento ou com um processo de venda assistida; mas até agora, o comércio eletrônico tem sido regido pela primeira opção.

Aqui está o erro. Qualquer loja online adoraria que seu negócio funcionasse como um supermercado: o cliente entra, escolhe os produtos, os coloca no carrinho e paga sem nenhum problema. Por outro lado, os abandonos de carrinho são tão comuns que ocorrem entre 55 e 80% do tempo.

Não é tão fácil para um cliente que não conhece nosso produto comprar sem pensar duas vezes. Em compras offline, isso também acontece, um cliente pode ter dúvidas sobre ver um produto e, para acabar pedindo ajuda de um atendente.

Para aumentar as vendas on-line, os vendedores on-line são necessários. De acordo com o estudo europeu, a experiência de compra ainda é super importante para os clientes; algo que precisa ser melhorado pelo mundo on-line.

52% dos usuários ainda preferem comprar em uma loja física em vez de em um comércio eletrônico porque não podem tocar nos produtos; 50% precisam resolver uma necessidade imediata e 47% estão procurando atendimento ao cliente de alta qualidade.

Pensando nessas porcentagens, podemos dizer que a conversão é maior quanto mais a experiência de compra on-line se assemelha à de uma loja física. E é aí que a compra agora venda assistida entra em ação.

O que é compra agora venda assistida?

Quando um cliente está disposto a comprar um produto e/ou serviço, podem surgir dúvidas que definirão se ele deve finalmente fazer a compra… ou não. 

Por isso, será essencial ter alguém para aconselhá-lo durante o processo de compra. 

A venda assistida trata-se de acompanhar o potencial comprador durante seu processo de compra, para resolver e aconselhar com o que ele precisa.

Sem dúvida, o fato de o consumidor receber aconselhamento de qualidade e personalizado proporcionará resultados muito positivos, tanto no nível de negócios quanto em termos de sentimentos do cliente. 

De fato, oferecer este serviço pode ser uma ótima maneira de fortalecer a imagem do seu negócio diante da concorrência.

Além disso, isso favorecerá o aumento dos resultados das vendas, já que o profissional que aconselha o cliente pode remover obstáculos como falta de confiança ou confusão. A satisfação também melhora porque a decisão do cliente é reforçada.

Se entendermos bem o que é a venda assistida e como devemos aplicá-la a cada situação, seremos capazes de alcançar nossos objetivos de vendas de uma maneira muito mais eficaz.

Tudo isso sem esquecer o acompanhamento que deve ser feito assim que a compra for feita, para lembrar ao cliente que sua marca ainda estará lá, para o que ele precisa a partir de agora.

Para esse acompanhamento, você pode aplicar técnicas de SEO e marketing digital nas redes sociais. Dessa forma, os clientes sempre irão lembrar da sua empresa.

Como aplicar o conceito de compra agora venda assistida? 

1.- Forneça uma boa lista de perguntas frequentes que permite que você tenha as perguntas e respostas mais comuns disponíveis 24 horas por dia, 7 dias por semana

De fato, se você tiver um serviço de televenda ou bate-papo/voz/vídeo, será muito fácil para você coletar e atualizar todas as preocupações de seus clientes.

2.- Compra agora venda assistida no momento certo

Detecte os momentos de dúvida do usuário, tanto no mundo online quanto offline, e ofereça-lhe ajuda proativamente, tanto naquele momento quanto mais tarde, se ele não fechar a operação.

3.- Que ele não precisa mudar de canal

O consumidor procura soluções imediatas e dentro do canal em que está se movendo, então certifique-se de fornecer a ele a ajuda de que precisa no canal que escolheu. 

E falando em imediatismo, lembre-se de que o canal on-line é ideal a esse respeito, já que hoje praticamente todo mundo tem acesso direto a um dispositivo tecnológico com conexão à Internet.

4.- Ofereça apenas o que você pode realmente cumprir

Ou seja, se você não tiver os recursos materiais e humanos necessários para oferecer um serviço de ajuda imediato, não o anuncie em seu site. 

5.- Compra agora venda assistida – Seja rápido

Embora pareça óbvio, a resolução lenta das consultas dos clientes é mais normal do que você pensa. 

Além disso, tente solicitar o mínimo de dados possível e sempre dê naturalidade à conversa para que seu interlocutor não tenha dúvidas sobre o motivo pelo qual você está reivindicando essas informações dele. 

Gostou de saber mais sobre o que é compra agora venda assistida? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!

Inbound marketing x outbound marketing

Inbound marketing x outbound marketing

Estratégias de marketing digital são muito importantes para atrair e reter clientes. De fato, com a proliferação das tecnologias digitais, novas práticas surgiram. Agora você deve conciliar o inbound marketing x outbound marketing para alcançar efetivamente seus clientes.
Mas quais são as diferenças entre essas duas estratégias? 

Assim sendo, para ajudar você a entender mais sobre o inbound marketing x outbound marketing, eu preparei o artigo de hoje sobre o assunto. Ficou interessado em saber mais? Então acompanhe comigo agora mesmo!

Inbound marketing x outbound marketing: em que consistem essas estratégias?

Inbound marketing x outbound marketing são estratégias que você pode usar em seu negócio. Para entender seus pontos de dissimilaridade, você deve primeiro saber mais sobre essas estratégias.

Outbound marketing (marketing de saída)

O marketing de saída é uma estratégia que visa alcançar os consumidores, onde quer que estejam. Para conseguir isso, será necessário implementar ações comerciais específicas. 

Também chamado de push marketing, é uma técnica bastante invasiva. Na verdade, as empresas entram em contato com o cliente sem a aprovação deles.

Inbound marketing (marketing de entrada)

O marketing de entrada consiste em direcionar o cliente para o seu negócio. Aqui, trata-se da atração do marketing, onde é o consumidor que dá o primeiro passo para descobrir sua marca. 

A vantagem dessa estratégia é que ela permite que você gere tráfego qualificado. Na verdade, é o prospect que mostra seu interesse.

Quais são os meios usados pelo marketing de entrada e saída?

Em sua definição, o outbound marketing e inbound marketing têm diferenças importantes. Estes últimos também são ilustrados pelos suportes que podem ser usados para implementá-los.

Mídia de marketing tradicional 

Se você quiser configurar o marketing de saída, você deve usar as alavancas tradicionais. Primeiro, há o e-mail. É uma estratégia direta que consiste em enviar e-mails para clientes em potencial. 

Em segundo lugar, há publicidade digital. Este último é feito por meio de ferramentas como: anúncios do Facebook, anúncios do LinkedIn e Google Ads.

Em terceiro lugar, há relações com a imprensa. Com os jornais, você pode promover seu negócio e aumentar o interesse entre seus futuros clientes.

As alavancas digitais do inbound marketing

Para a implementação do inbound marketing, você deve usar apenas mídia digital. Primeiro, o SEO é essencial para posicionar sua empresa entre os primeiros resultados dos mecanismos de busca. Requer o uso de técnicas de otimização, incluindo o uso de palavras-chave e pacote de backlinks.

Em segundo lugar, há o blog, que é uma ótima maneira de atrair seus potenciais clientes. Ao escrever conteúdo de qualidade em sua plataforma, você naturalmente gerará tráfego. 

Em terceiro lugar, existem redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter, Snapchat,…). Com o número de pessoas conectadas a elas, é o canal ideal para aumentar sua reputação online.

As grandes diferenças entre marketing de saída e de entrada

De fato, marketing de entrada e saída são estratégias que têm o mesmo objetivo: atrair clientes e melhorar sua reputação. No entanto, elas apresentam divergências em termos de abordagem e disseminação de informações.

Abordagem sobre inbound marketing x outbound marketing

Com o marketing de saída, a técnica é direta, já que o vendedor se dirige ao consumidor. Com o inbound marketing, o cliente procura por si mesmo alcançar a marca. 

A vantagem dessa estratégia é que ela permite que você obtenha públicos qualificados. O ciclo de vendas também é mais rápido, porque o usuário da Internet está pronto para fazer a compra.

Disseminação de informações

O marketing de saída fornece aos destinatários as informações de que precisam sem esperar por elas. Em algumas circunstâncias, eles rapidamente captam a mensagem. Quando a intrusão os incomoda, eles simplesmente ignoram os anúncios.

Quanto ao inbound marketing, ele oferece conteúdo de valor agregado para o usuário da Internet. Quando o cliente em potencial toma conhecimento das informações, ele mergulha nelas e decide fazer compras por si mesmo.

Em suma, o marketing de saída e de entrada são práticas muito interessantes. Para expandir seu negócio, você pode optar por um desses métodos. Dependendo das necessidades do seu negócio, elas podem se complementar.

Gostou de saber mais sobre inbound marketing x outbound marketing? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!

Outbound marketing o que é? 8 exemplos e como aplicar

Outbound marketing

Inbound e outbound marketing são termos que você deve lidar para melhorar o posicionamento da sua empresa e otimizar seus processos de vendas. Mas uma dúvida comum é: outbound marketing o que é?

Assim sendo, para ajudar você a entender mais sobre outbound marketing o que é, eu preparei o artigo de hoje sobre o assunto. Ficou interessado em saber mais? Então acompanhe comigo agora mesmo!

Outbound marketing o que é?

Dada a situação de mudanças econômicas e altos e baixos em que nos encontramos, é essencial inovar e procurar novas ideias e abordagens para conquistar clientes. 

Portanto, antes de começar a desenvolver estratégias de marketing digital e comunicação para sua empresa, é essencial saber mais sobre o outbound marketing.

Outbound marketing é o conjunto de ações de marketing que visam atrair consumidores por meio de métodos diretos e unidirecionais.

Ou seja, é uma abordagem proativa e direta ao marketing, com o objetivo de conseguir uma venda. Isso contrasta completamente com o inbound marketing, que, como você já sabe, consiste em atrair pessoas que estão em um processo de compra para o seu site, principalmente usando conteúdo.

No outbound marketing, você tenta alcançar qualquer comprador em potencial diretamente, enquanto no Inbound marketing as pessoas o encontram no momento em que estão procurando por você.

Embora praticamente toda a publicidade tradicional possa ser classificada dentro do outbound marketing, também podemos encontrar formatos típicos da publicidade digital, como banners em redes sociais e sites, pop-ups, anúncios inseridos em vídeos, etc.

Muitos desses formatos também podem ser encontrados em estratégias de outbound marketing, bem como outros elementos comuns, como páginas de destino ou marketing por e-mail.

Independentemente de como é apresentado, o que define o outbound marketing em geral é ter as vendas como o único objetivo em todas as suas estratégias. 

É por isso que, em todas as suas técnicas e ações de marketing, o outbound marketing tenta chamar a atenção do cliente para um produto ou serviço, experimentando-o diretamente.

Exemplos de técnicas de outbound marketing

Podemos encontrar exemplos intermináveis de ações de outbound marketing. Estes são os mais comuns:

Anúncios na imprensa, rádio e televisão.

Cartazes publicitários 

Merchandising: chaveiros, copos, canetas, cadernos e todos os tipos de acessórios onde a imagem da marca e a mensagem da empresa são transmitidas.

E-mail marketing em massa (às vezes perto de spam).

Vendas de porta em porta.

Publicidade por rota postal.

Eventos e seminários com o objetivo de vender.

Anúncios on-line: banners em sites e redes sociais, anúncios pagos no Google Ads e outras campanhas SEM, vídeos publicitários em plataformas como o YouTube ou inseridos em blogs e sites, etc.

Vantagens de aplicar o outbound marketing

Embora poucas, aqui estão algumas vantagens do 

Mais fácil de ser multiplataforma: seja onipresente e gere oportunidades de vendas onde quer que você possa encontrá-las.

Os tempos de reação são mais curtos: ao contrário do inbound marketing, que funciona a longo prazo, podemos corrigir nossas ações mais rapidamente, dependendo da resposta dos consumidores.

Contatos mais diretos: por exemplo, no caso de um estande, estamos conversando diretamente com a pessoa, podendo aproveitar todas as informações que recebemos desse feedback imediato.

Podemos direcionar nossas ações para um público mais amplo: embora em alguns casos possamos segmentar o público, outras vezes estaremos brincando com uma maior variedade no perfil do destinatário, sendo capazes de aumentar o alcance e repensar o público-alvo.

Conclusão

De fato, o outbound marketing ainda é muito popular, mas o inbound marketing ainda é a melhor estratégia para ter sucesso na internet. 

Para isso, investir em SEO para um bom posicionamento na internet é a melhor opção. 

Dessa forma, além do marketing de conteúdo, também é importante verificar a autoridade do site e também comprar backlinks de sites para ficar facilmente entre os resultados mais importantes de um mecanismo de pesquisa.

Gostou de saber mais sobre outbound marketing o que é? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!